Perdido em Marte - Resenha



Antes de começar: Feliz ano novo! Eu ia fazer um conto de reveillon, assim como no natal, mas tive preguiça. Fica pra próxima. Existem outros reveillons.
Para primeiro post de 2015 vamos falar do excelente Perdido em Marte, do Andy Weir. Sério. Vocês precisam ler esse livro. Vejam ai o book trailer (em inglês :v).







Como assim 'Perdido em Marte'? 

"Há seis dias, o astronauta Mark Watney se tornou a décima sétima pessoa a pisar em Marte. E, provavelmente, será a primeira a morrer no planeta vermelho.Depois de uma forte tempestade de areia, a missão Ares 3 é abortada e a
tripulação vai embora, certa de que Mark morreu em um terrível acidente.
Ao despertar, ele se vê completamente sozinho, ferido e sem ter como avisar às pessoas na Terra que está vivo. E, mesmo que conseguisse se comunicar, seus mantimentos terminariam anos antes da chegada de um possível resgate.
Ainda assim, Mark não está disposto a desistir. Munido de nada além de curiosidade e de suas habilidades de engenheiro e botânico e um senso de humor inabalável , ele embarca numa luta obstinada pela sobrevivência"
Skoob 
Esse é o primeiro livro do Andy Weir. Após algumas pesquisas apuradas (wikipedia), pesquisei mais sobre a vida dele. Ele é programador e começou a escrever contos, no longínquo ano de 2009. Em 2011, após ser recusado pelas editoras (essas editoras, viu...) os capítulos do Perdido em Marte foram para o Amazon. Depois do livro ter feito sucesso, foi lançado um audiobook, em 2013 e só em 2014 foi lançado uma versão impressa.

No mesmo ano, o Perdido em Marte chegou no Brasil, pela Editora Arqueiro. Que por sinal, fizeram um ótimo trabalho de tradução.

Mas.. Por que tão bom?


É um tanto desesperador imaginar você sozinho ai


Pelo simples fato que é divertidíssimo. Watney, está em uma situação terrivelmente desesperadora, mas em nenhum momento o livro ganha aquele ar de "Queria estar morta :\". Tem os momentos que qualquer um, naquela situação, estaria  desesperado. No entanto, Watney não é qualquer um. Watney é um astronauta, com treinamentos rigorosos, extremamente inteligente (como os astronautas devem ser né, gente) e com um bom humor inabalável. Essa é a mágica do livro.





"Ah mas livros de sci fi são tão chatos e cheios de explicações cientificas" E realmente o Perdido em Marte é LOTADO disso. Mas tudo é explicado de uma maneira divertida e convincente. Se você for um leitor de Scifi Hardcore, daqueles que querem os calculos e tal, você irá curtir esse livro. Porém, se você não for, o livro também irá te agradar!!! Além de toda a química, física e matemática da coisa, Perdido em Marte também é sobre humanidade. É um livro sobre sobrevivência, sobre tentar buscar uma saída mesmo quando não há nenhuma. É uma boa introdução ao scifi, caso você não conheça nada do gênero, porque embora a sobrevivência em Marte seja complicada e difícil de entender o sentimento por trás de tudo aquilo é bastante simples e fácil de ser entendido por todos. Porque é simplesmente nós, simplesmente humano.

Fun fact: 

 Perdido em Marte vai virar filme em 2015! Dirigido por Ridley Scott!!!onze! Tá, eu sei que ele não anda um diretor muito bom, mas ei! Ele é o diretor do sensacional Blade Runner que falei aqui no blog. Perdido em Marte tem tudo para ser um filme excelente e se tem um cara que pode fazer isso é o Ridley Scott. Só depende dele.

Outro Fun Fact:

A capa do roteiro do filme foi enviada ao espaço (!!!) no vôo de teste da NASA (!!!!!!) para a nave espacial que irá para Marte (!!!!!!!!!!!!). Explico: Nesses vôos testes a NASA sempre coloca umas coisas dentro da nave, geralmente objetos da equipe que trabalhou no projeto. A nave que irá a Marte daqui a uns anos (menina Orion) tinha um espacinho lá... Então, por que não?

Fonte

A capa do roteiro que foi para o espaço
Quando saírem mais noticias sobre o filme, mantenho vocês atualizados. E até o próximo post!

Pessoal, comentem se vocês gostaram do post e curtam a página do Rota6 no facebook
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

2 comentários

Escrever comentários
9 de fevereiro de 2015 15:36 delete

Conheci Perdido em Marte na Bienal da minha cidade, e adorei a prévia que eu li! Realmente ele parece ser um livro mais complementar em informações científicas que O Guia do Mochileiro das Galáxias, por exemplo. Mas com certeza é um livro que despertou a minha curiosidade e que já está na minha lista de leitura.

Responder
avatar
9 de fevereiro de 2015 16:04 delete

O Perdido em Marte é pé bem "pé no chão". Ele pode ser divertido e engraçado, mas ele carrega junto disso um background bem 'real'. Claro, as coisas que acontecem são pouco prováveis, mas não são completamente improváveis como no Guia uahsuahs

Responder
avatar